SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número1-2Putative role of riboflavin in disease preventionPoderá o efeito terapêutico da oração ser avaliado científicamente? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Arquivos de Medicina

versão On-line ISSN 2183-2447

Arq Med v.19 n.1-2 Porto jan. 2005

 

Áreas Rurais: Pólos de Concentração de Agravos à Saúde Bucal?

 

Tatiana Ribeiro de Campos Mello*; José Leopoldo Ferreira Antunes†; Eliseu Alves Waldman*

 

*Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Brasil; †Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, Brasil

 

A saúde bucal é parte integrante e essencial da saúde geral e sendo assim, é um fator determinante para a qualidade de vida. Os agravos à saúde bucal são problemas de saúde pública porque têm um impacto significante no indivíduo e na comunidade, possuem alta prevalência e podem ser efetivamente prevenidos e controlados pela ação conjunta da comunidade, profissionais e indivíduos. Em muitos países do mundo a prevalência de cárie dentária está diminuindo e os agravos de oclusão são problemas emergentes. Entretanto, as parcelas da população mais submetidas a privações sócio económicas estão se tornando pólos de concentração dos mais altos índices de cárie. Dados sobre saúde bucal em populações rurais são escassos, o que torna difícil a elaboração de estratégias específicas de controle desses agravos nesse segmento populacional.

Palavras-chave: cárie dentária, oclusão dentária, população rural, saúde bucal, epidemiologia.

 

Rural Áreas: DoThey Present Higher Levels of Dental Disorders?

Oral health is an important dimension of overall health that has relevant consequences for quality of life. Oral diseases and disorders are considered public health problems, because they impact significantly on the individuals and on the community, they present high prevalence and can be effectively prevented and controlled by programs and actions involving individuals, health professionals and the community. In several countries, dental caries levels are declining, and occlusion disorders are considered emerging problems. Notwithstanding this observation, deprived segments of population remain being affected by high levels of dental disorders. Data on oral health for rural population are scarce, which hinders the planning of strategies and programs aimed at the control of these conditions in rural settings.

Key-words: dental caries, dental occlusion, rural population, oral health, epidemiology.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

REFERÊNCIAS

1 - Gelbier S, Rpbinson PG. Dental public health. In: Ditels R, Mc Ewen J, Beaglehole R, Tanaka H, editors. Oxford textbook of public health: the pratice of public health. 4. ed. Oxford: Oxford University Press; 2002. v. 3, p. 1329-48.         [ Links ]

2 - Leake JL, Otchere DF, Davey KW, Bedford WR, Mc Intyre DO. The dental health of 12 year-old children in Dominica: a report of a survey using WHO methods. J Can Dent Assoc 1990; 56: 1025-8.

3 - Petersen PE. The world oral health report 2003: continuous improvement of oral health in the 21st century - the approach of the WHO Global Oral Health Programme. Community Dent Oral Epidemiol 2003;31:3-24.

4 - Fiske J, Watson RM. The benefit of dental care to an elderly population assessed using a sociodental measur of oral handicap. Br Dent J 1990;168:153-6.

5 - Jenny J, Proshek JM. Visibility and prestige of occupations and the importance of dental appearance. Can Dent Assoc J 1986;52:987-9.

6 - [WHO] World Health Organization. Oral health surveys: basic methods. 4. ed. Geneva: WHO; 1997.

7 - Cons NC, Jenny J, Kohout FJ. DAI: The Aesthetic Index. Iowa City, IA, USA: Iowa College of Dentistry, University of Iowa, 1986.

8 - Thylstrup A, Fejerskov O. Cariologia clínica. São Paulo: Ed. Santos, 2001.

9 - Freitas SFT. História social da cárie dentária. Bauru: EDUSC, 2001.

10 - Pinto VG. Características do subsistema público federal de prestação de serviços em odontologia. São Paulo; 1997 [Dissertação de Mestrado - Faculdade de Saúde Pública da USP].

11 - Bonecker M, Cleaton Jones P. Trends in dental caries in Latin American and Caribbean 5-6 and 11-13 year-old children: a systematic review. Community Dent Oral Epidemiol 2003;31:152-7.

12 - Narvai PC, Frazão P, Castellanos RA. Declínio na experiência de cárie em dentes permanentes de escolares brasileiros no final do século XX. Odontol Soc 1999;1:25-9.

13 - Diehnelt DE, Kiyak HA. Socioeconomic factors that affect international caries leves. Community Dent Oral Epidemiol 2001;29:226-33.

14 - Antunes JLF, Frazão P, Narvai PC, Bispo CM, Pegoretti T. Spatial analysis to identify differentials in dental needs by area-based measures. Community Dent Oral Epidemiol 2002;30:133-42.

15 - Peres MA, Latorre MRDO, Sheiham A, Peres KG, Barros FC, Hernandez PG et al. Determinantes sociais e biológicos da cárie dentária em crianças de 6 anos de idade: um estudo transversal aninhado numa coorte de nascidos vivos no Sul do Brasil. Rev Bras Epidemiol 2003;6:293-304.

16 - Hille AL. Contribuição para modelo de plano de saúde dental em área rural concentrada. Londrina; 1976.[Tese de doutorado - Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual de Londrina].

17 - Marques DE, Rink MCM, Loureiro RMT, Silva VC. Levantamento epidemiológico de cárie dentária na zona rural de Uberlândia, Minas Gerais; contribuição para um modelo de programa de saúde bucal. R Cent Ciênc Bioméd Univ Fed Uberlândia 1986;2:33-8.

18 - Dini EL, Vertuan V, Pincelli CAS. Condições bucais de escolares da área rural do Município de Araraquara-SP. Rev Odontol UNESP 1993;22:125-33.

19 - Sampaio FC, Nazmul Hossain ANM, Von der Fehr FR, Arneberg P. Dental caries and sugar intake of children from rural areas with different water fluoride levels in Paraíba, Brazil. Community Dent Oral Epidemiol 2000;28:307-13.

20 - Mello TRC, Antunes JLF, Frazão P. Planejamento de serviços em saúde bucal na zona rural. Rev Pesq Odontol Bras 2002;16 (supl):25.

21 - Attin T, Mbiydzemo FN, Villard I, Kielbassa AM, Hellwig E. Dental status of schoolchildren from a rural community in C5ameroon. South Afr Dental J 1999;54:145-8.

22 - Brindle R, Wilkinson D, Harrison A, Connoly C, Cleaton-Jones P. Oral heath in Hlabisa, KwaZulu / Natal: a rural school and community based survey. Int Dent J 2000;50:13-20.

23 - Sathananthan K, Vos T, Bango G. Dental caries, fluoride levels and oral hygiene practices of school children in Matebeland South, Zimbabwe. Community Dent Oral Epidemiol 1996;24:21-4.

24 - Milsom KM, Rijal K, Lennon MA. Oral health status of 12-year-old children in Nepal in 1994. Int Dent J 1997;47:88-93.

25 - Jamel HA, Sheiham A, Watt RG, Cowell CR. Sweet preference, consumption of sweet tea and dental caries; studies in urban and rural Iraqi populations. Int Dent J 1997;47:213-7.

26 - Petroni MTS. A lavoura canavieira em São Paulo: expansão e declínio (1765-1851). São Paulo: Difusão Européia do Livro; 1968.

27 - Irigoyen ME, Luengas IF, Yashine A, Mejia AM, Maupome G. Dental caries experience in Mexican schoolchildren fromrural and urban communities. Int Dent J 2000;50:41-5.

28 - Blay D, Astrom NA, Haugejorden O. Oral hygiene and sugar consumption among urban and rural adolescents in Ghana. Community Dent Oral Epidemiol 2000;28:443-50.

29 - Moalic É, Zerilli A, Capo-Chichi S, Apovi G. Oral and dental health of a population of school children from the Zou region of Benin (1998). Santé 1999;9:273-6.

30 - Alonge OK , Naredran S. Dental caries experience among school children in St. Vincent and The Grenadines: report of the first national oral health survey. Community Dent Health 1999;16:45-9.

31 - Brennan DS, Spencer AJ, Slade GD. Caries experience among publicly-funded dental patients in Australia, 1995 96: Type of care and geographic location. Aust Dent J2000;45:37-45.

32 - Cantom L, Doño R, Bellagamba S, Schmunis S. Atención primária en una comunidad rural. Informe preliminar. Rev Fac Odontol Buenos Aires 1985;5:15-22.

33 - Manji F, Baelum V, Fejerskov O. Tooth mortality in an adult rural population in Kenya. J Dent Res 1988;67:496-500.

34 - Ntabaye MK, Scheutz F, Poulsen S. Patient satisfaction with emergency oral health care in rural Tanzania. Community Dent Oral Epidemiol 1998;26:289-95.

35 - Crowley SJ, Campain AC, Morgan MV. An economic evaluation of a publicly funded dental prevention programme in regional and rural Victoria: na extrapolates analysis. Community Dent Health 2000;17:145-51.

36 - Mattila ML, Rautava P, Sillanpa M, Paunio P. Caries in five-year-old children and associations with family-related factors. J Dent Res 2000;79:875-81.

37 - Teixeira ACS, Rocha PLOM, Zanetti CHG. A zona rural de Planaltina e a proposta de um modelo viável de atenção em saúde bucal. [on line]. Brasília (DF); 2000. [Monografia apresentada no Curso de Especialização em Saúde Coletiva -Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade deBrasília] Disponível em: URL: http://www.saudebucalcoletiva.unb.br [2001 maio 26].

38 - Frazão P, Narvai PC, Oliveira MRD, Castellanos RA. Prevalência de oclusopatia na dentição decídua e permanente de crianças na cidade de São Paulo, Brasil, 1996. Cad Saúde Pública 2002;18:1197-205.

39 - Pine CM. Community oral health. London: Wright; 2002.

40 - Peres MAA, Narvai PC, Calvo MCM. Prevalência de cárie dentária em crianças aos 12 anos de idade, em localidades do Estado de São Paulo, Brasil, período 1990-1995. Rev Saúde Pública 1997;31:594-600.

41 - Brin I, Zwilling-Sellam O, Harani D, Koyoumdjisky-KAye E, Bem-Bassat Y. Does a secular trend exist in the distribuition of occlusal patterns? Angle Orthod 1998;68:81-84.

42 - Corrucini RS, Whitley LD. An epidemiologic transition in dental occlusion in world populations. Am J Orthod 1981;86:419-26.

43 - De Mûelenaere JJGG, Viljoen WP. The occlusal status of a non-westernized rural community in the Tshikundamalema área of Venda. SADJ 1987;42:143-6.

44 - Aggawal SP, Odusanya SA. Orthodontic status of school children in Ile-Ife, Nigéria. Acta Odontol Pediatr 1985;6:9-12.

45 - Otuyemi OD, Ogunyinka A, Dosumu O, Cons NC, Jenny J. Malocclusion and orthodontic treatment need of secondary school students in Nigeria according to the dental aesthetic index (DAÍ). Int Dent J 1999;49:203-10.

46 - Mello TRC, Antunes JLF. Prevalência e severidade dos agravos de oclusão e necessidade de tratamento ortodôntico em escolares da região rural de Itapetininga - SP. RPG Rev Pós-Grad 2002;9:281.

47 - Furtado A, Traebert JL, Marcenes WS. Prevalência de doenças bucais e necessidade de tratamento em Capão Alto, Santa Catarina. Rev ABO Nac 1999;7:226-30.

48 - Esa R, Razeak IA., Allister JH. Epidemiology of maloccusion and orthodontic treatment need of 12-13-year-old Malaysian schoolchildren. Community Dent Health 2001;18:31-6.

49 - Carneiro AMO, Kolmogoroff IF, Silva AO. As políticas de saúde para a zona rural brasileira: o caso da saúde bucal de Brazilândia no Distrito Federal, Brasília, 1998 [on line]. [Monografia apresentada no Curso de Especialização em Saúde Coletiva - Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília. Disponível em: http://www.saudebucalcoletiva.unb.br [2001 maio 26]

50 - Chabaribery D. Inovação e desigualdade no desenvolvimento da agricultura paulista. Piracicaba: Instituto de Economia Agrícola; 1999.

51 - Antunes JLF. Grow and multiply’: social development, birth rates and demographic transition in the Municipality of São Paulo, Brazil, time-series for 1900-94. Rev Bras Epidemiol 1998;1:61-78.

52 - Morse RM. Formação histórica de São Paulo (de comunidade à metrópole). São Paulo: Difusão Europeia do Livro; 1970.

53 - Albuquerque RHPL. Capital commercial, indústria têxtil e produção agrícola. São Paulo: Hucitec/Cnpq; 1982.

54 - Ramos P. Um estudo da evolução e da estrutura da agroindústria canavieira do estado de São Paulo (19301982). São Paulo; 1983. [Dissertação de Mestrado -Fundação Getúlio Vargas].

55 - [SEADE]. Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados. Reestruturação produtiva e requisitos para a formação profissional no Estado de São Paulo. [on line] Disponível em: URL:http://www.mec.gov.br/paer/estmec/sp/sensor.html [2003 ago 10].

56 - Silva JG, Balsadi OV, Bolliger FP, Borin MR, Paro MR. O rural paulista muito além do agrícola e do agrário. S. Paulo Perspect 1996;10:55-64.

57 - Botazzo C. Unidade básica de saúde: a porta do sistema revisitada. São Paulo: EDUSC;1999.

58 - [IBGE]. Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Recenseamento geral da população: 2000. [on line] Disponível em: URL: http://www.ibge.gov.br/censo/default.php [2002 ago 2].

59 - Waldman EA, Silva LJ, Monteiro CA. Trajetória das doenças infecciosas: da eliminação da poliomielite à reintrodução da cólera. In: Monteiro CA. Velhos e novos males da saúde no Brasil: a evolução do país e de suas doenças. 2. ed. São Paulo: Hucitec, Nupens/USP; 2000. p.195-244.

60 - Morgenstern H. Ecologic studies In: Rothman KJ, Greenland S. Modern epidemiology. Philadelphia: Lippincott-RavenPublishers; 1998. p.459-80.

61 - Siqueira MM, Ventola A, Leite APA. Epidemiologia nos serviços de saúde. Saúde Debate 1992;(37):56-65.

 

Correspondência:

Dr.ª Tatiana Ribeiro de Campos Mello

Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo

Av. Prof. Lineu Prestes, 2227

05508-900 São Paulo, SP, Brazil

e-mail: tatmello@usp.br

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons